09/02/2017
5 coisas que fazem do Brooklin um bairro com a cara de SP

Uma das caraterísticas de São Paulo é ser bastante plural e heterogênea, o que faz com que cada bairro, ou mesmo cada rua, reserve surpresas diferentes.

Uma das caraterísticas de São Paulo é ser bastante plural e heterogênea, o que faz com que cada bairro, ou mesmo cada rua, reserve surpresas diferentes. O bairro do Brooklin, na Zona Sul da capital paulista, é a nossa paixão mais recente. Antigamente conhecido como Brooklin Paulista (tem mesmo algumas semelhanças com o bairro norte-americano), hoje divide-se em Brooklin Velho e Brooklin Novo, e tem sido “invadido” por novos ocupantes, desde famílias, a jovens morando sozinhos ou investidores.

1. Multiculturalidade

Se há coisa que São Paulo consegue ser como poucas é multicultural. Pessoas de todos os países, culturas ou tradições coabitam em um espaço muitas vezes caótico, mas sem dúvida enriquecedor.

Brooklin não foge à regra e o melhor exemplo disso é a incrível Brooklinfest, festa de cultura típica alemã, que enche as ruas de enfeites com as cores preto, vermelho e amarelo (da bandeira da Alemanha) e que tem como principais atrações o chopp alemão e uma variedade infinita de salsichas e quitutes alemães. Além da gastronomia, tem cinema, música, artesanato e uma série de atividades culturais para crianças, jovens e adultos.

2. Vida noturna

Agitação e festa são palavras de ordem e as opções para se divertir começam logo com o fim do horário de expediente. Como é preciso coragem para enfrentar o trânsito em São Paulo, muitos bares oferecem aquela happy hour milagrosa que te dá forças pra voltar pra casa. Quando o sol se põe definitivamente, as baladas do Brooklin são uma ótima pedida, com destaque para o Club Lotus, uma filial de um famoso club em Nova York.

3. Gastronomia

Se um amigo gringo pedisse sugestões de restaurantes para se comer bem em São Paulo, quantos você teria em mente? Muitos, com certeza. No Brooklin não é diferente e a gastronomia reflete a multiculturalidade, com opções bem brasileiras.

4. Modernidade

É sempre importante uma cidade manter seu patrimônio histórico, mas não é de desvalorizar a capacidade de se manter jovem, atual, moderna e cosmopolita. Assim como Sampa, o Brooklin consegue aliar tudo isso a uma série de espaços e atividade de lazer que fazem dele um bairro interessante tanto para os jovens, quanto para as famílias com crianças.

5. Vida comercial e empresarial

É uma das caraterísticas que o Brooklin compartilha com o Brooklyn americano: é considerado um grande centro comercial (a outra é o uso de pontes – Brooklin, em alemão, significa “pequena ponte”, que acabam virando atrações nas respectivas cidades). O Brooklin é casa de várias empresas e multinacionais e tem até sua própria Avenida Paulista: a Avenida Berrini abriga tantos negócios que é considerada a Paulista da Zona Sul.

Fonte: Hypeness